21 de novembro de 2012

Baianão 2013, não pode vacilar

A nova fórmula do Campeonato Baiano, que foi apresentada na semana passada e aprovada pelos clubes, ficou estabelecido uma coisa: é proibido vacilar. Serão apenas oito jogos na primeira fase, onde será decidido os dois rebaixados. Por causa da Copa do Nordeste, Bahia, Vitória e Feirense, já estão livre da degola e só participam a partir da segunda fase. Quem começar mal, já se tornará grande candidato ao rebaixamento. Isso significa que os clubes, que possuem orçamentos modestos, não poderão dar ao luxo de firmarem contratos de pelo menos até o fim do Baianão, como é de praxe, pois podem ser eliminados com apenas oito partidas. E depois ficar com uma conta pesada para pagar, já que nem todos atletas irão aceitar uma rescisão amigável.
O ideal nesse momento seria ida e volta. Teríamos 16 jogos e a torcida seria presenteada com mais partidas e as equipes poderiam ter chance de se recuperar durante a competição. Mas a maioria dos dirigentes alegaram que essa proposta não seria viável financeiramente. Bahia de Feira inicialmente queria ida e volta, mas mudou de ideia na última hora. Juazeiro e Juazeirense foram votos vencidos.
Outro problema é que boa parte dos times do interior não poderão jogar com a dupla BaVi, como aconteceu em outras edições. A torcida do interior e os jogadores, sempre esperam ansiosos por esse momento de enfrentar os grandes da capital. A sugestão seria fazer um turno com nove times e returno com as noves equipes e mais Bahia, Vitória e Feirense. O campeão do turno e os três melhores do returno iriam para as semifinais. Os dois piores embarcariam para a segunda divisão. Simples e objetivo. Seria uma boa ideia para 2014
Fonte: Bahia Noticias

Nenhum comentário:

Postar um comentário